Jazz Acadêmico vs Jazz Vernacular

Enquanto uma pessoa que estuda e pesquisa a história do Jazz Dance, não posso, em momento algum, reproduzir que o Jazz é uma dança acadêmica. O que se vê dele nesse conceito, é resultado de uma apropriação e uma necessidade branca de validar a eficiência de algo apenas sob seus parâmetros de organização.

Agora, enquanto professora e bailarina de Jazz Dance, meu questionamento vai sobre abordagens e estratégias dessa dança. Não existe razão para que se segregue a dança jazz feita hoje nas escolas e academias de dança, do jazz de rua, autêntico, sendo que os embasamentos são os mesmos. E, ouso dizer, que o esse jazz “vintage” tem muito mais sobre Jazz do que estão sendo dançados por aí, em mostras, festivais e congressos.

Penso que parar de desassociar uma coisa da outra, é uma forma de descolonização do Jazz. Além de agregar conteúdos e conhecimentos para todas as pessoas que praticam essa dança, seja no formato vernacular, seja no formato de estúdios de dança.

You may also like

Leave a Reply