Terminologia básica de Jazz Theatre

Foi a partir da década de 1950 que o Jazz Dance ganhou sua independência artística. Com a presença cada vez mais forte nos teatros da Broadway e disputando espaço de igual para igual com o sapateado, foram se adicionando técnicas de movimento e uma nomenclatura mais detalhada e específica.
A lista abaixo tem um compilado de passos e de coreógrafos que se consagraram com seus trabalhos em jazz, dentro e fora dos musicais:

1. Jazz Hands: a característica mais marcante do Jazz Musical. A palma da mão fica estendida e os dedos bem abertos.

2. Isolamentos: qualidade do jazz que vem desde seu surgimento, no final do século XVIII, nos shows de vaudeville. É quando um movimento separa uma parte do corpo do restante.

3. Jazz Square: é a combinação de quatro passos em que uma perna cruza na frente, a outra pisa para trás, a primeira perna pisa para fazer uma segunda posição e por fim, a perna que pisou para trás, pisa para frente, quase alinhando as pernas. 

4. Contração: quando se encurta o ângulo de alguma articulação, utilizando tônus para dar qualidade de movimento.

5. Contratempo: também conhecido como pas de bourrée, é a troca de peso a partir de um deslocamento de metatarso.

6. Layout: uma extensão de pernas na vertical combinado com uma extensão da coluna. A partir de um passo dado para frente, a outra perna faz um battement e o corpo cai para trás.

7. Axel: a partir de um giro baixo (chainé com os pés no chão e joelhos flexionados) dá-se um salto girando, grupando as pernas, com uma mais alta que a outra.

8. Stag Leap: é um salto parecido com o grand jeté onde as pernas ficam levemente flexionadas. É possível também, fazer uma extensão de coluna, a fim de encostar a cabeça na perna.

9. Hop: qualquer salto de dois para um: quando se salta a partir dos dois pés e finaliza apoiando-se em apenas um.

10. Agnes de Mille: coreógrafa de Oklahoma! considerado o primeiro grande musical, 1943.

11. Bob Fosse: o maior influenciador dentro do jazz dance. Ganhou 8 Tony Awards pelas suas coreografias em musicais.

12. Jack Cole: considerado o ‘pai’ do Jazz Musical. Ele se referiu ao estilo como ‘tudo aquilo que se dança à música do jazz’.

Há uma infinidade de movimentos dentro do Jazz Dance. Esses são só um começo das possibilidades. Qual o seu passo favorito?

You may also like

Leave a Reply